domingo, 27 de setembro de 2009

DIA DE CHUVA


Está chovendo. Faz dias que está chovendo. Não me sinto nem mais nem menos triste por causa disso. Na verdade, acho que os dias de chuva são bonitos. Têm uma coloração bonita. Um brilho diferente. O sol incandesce tudo. A chuva amaina as paixões.
E a minha vida como vai? Sob certos aspectos nada tenho a me queixar. Sob outros, aqueles que ficam mais ou menos soterrados, entre os escombros, teria muito a comentar. No fundo, são velhas queixas, amontoados de fracassos, pilhas de indecisões. Têm dias que tudo isso me incomoda mais. Me causa um incômodo profundo. Quase uma dor física e uma vontade enorme de chorar.
Mas, hoje está chovendo. Quase sem parar. A chuva derrama lágrimas Já que chove. Uma imagem de um dia de chuva do passado. Na foto: Eva Lucia Ferraz, a Uti, minha primeira esposa; Laura Backes, com quem na época da foto eu estava casado, and me. Chovia muito, mas parecíamos felizes. Estávamos todos trabalhando de uma encenação na Igreja dos Navegantes, em pleno dia 2 de fevereiro, dia de festa da santa.

2 comentários:

Cezar disse...

gostaria de entrar em contato com voce.
sou de ibirubá. a foto do calhambeque e o lugar me são familiares.acho inclusive que na porta parado é meu pai.meu email é hcezars@yahoo.com.br.
abraços.

ONG ALERTA disse...

Não podemos fazer nada em relação ao tempo e sim em relação a nossa vida...paz.
Um abraço Lisette